MASSAI- Sementes de Capim Panicum 10Kg

R$1.106,54

MASSAI

Megathyrsus maximum cv. Massai

DESCRIÇÃO

Ciclo vegetativo: Perene

Forma de crescimento: Touceira

ADAPTAÇÃO

Fertilidade: Médio/Baixa

Altitude: Até 1.500 m

Precipitação anual: Acima de 700 mm

TOLERANCIA

Seca: Alta

Frio: Média

Umidade: Baixa

Cigarrinha: Alta

Sombreamento: Baixa

  Perguntas e Respostas

MASSAI

Megathyrsus maximum cv. Massai

MASSAI
MASSAI

Origem

A origem dos capins do gênero Panicum é a África Tropical (Parsons, 1972),
sendo encontradas formas nativas até a África do Sul, em margens florestais, como
capim pioneiro ocupando o solo recém-desmatado e em pastagens sob sombra rala de
árvores. Seu habitat abrange altitudes desde o nível do mar até 1.800 m (Jank, 1995).

A notável adaptação aos tipos de solo e ao clima brasileiros e características
inerentes à plantas do gênero Panicum que lhes conferem a classificação de plantas
pioneiras, como a capacidade de utilizar eficientemente altas intensidades de luz
associadas com a formação de clareiras na vegetação, desenvolvimento rápido e grande
produção de sementes (Dias-Filho, 1995), aliadas à rápida substituição de áreas de
floresta da América Tropical por áreas de agricultura (Parsons, 1972) favoreceram a
ampla disseminação das espécies de Panicum pelo Brasil. Além disso, atributos como
elevadas taxas de crescimento, tolerância à seca e bom valor nutritivo chamou a atenção
de pecuaristas, que passaram a implantar grandes áreas de pastagens com capins do
gênero Panicum.

Potencial de produção
Diversos experimentos utilizando capins do gênero Panicum comprovaram o seu
elevado potencial produtivo. Uebele (2002) e Bueno (2003) também relatam produções
da ordem de 25 Mg ha-1
ano-1 de MS. Santos et al. (1999) relatam produções médias de
5,5, 8 e 9 Mg ha-1 de MS e 4,5, 6 e 7 Mg ha- 1 de MS por pastejo com intervalos de 28, 38
e 48 dias, para os capins mombaça e Tanzânia respectivamente de setembro a maio;
Cecato et ai. (1996) encontraram produção média de 7 e 2 Mg ha-1 de MS por corte para
o capim Mombaça no verão e inverno respectivamente. Rosseto (2000) encontrou
acúmulos de forragem variando de 1,2 a 4 Mg ha-1 de MS em ciclos de pastejo durante o
período das chuvas. Teixeira (1998) relatou acúmulo de forragem de 34 Mg ha-1 ano-1 de
MS com o capim tobiatã e Tosi (1999) obteve 30 Mg ha·1 ano-1 de MS com o capim
Tanzânia. Penati (2002) mediu acúmulo de forragem de 20 a 30 Mg ha-1 ano-1 de MS
para o capim Tanzânia com resíduos variando de 1 a 3 Mg MS ha· 1

Informação adicional

Peso 11 kg
Dimensões 90 × 30 × 20 cm
Não mais ofertas para este produto!

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.