Score EC Fungicida 250ml

Ver Preço

Score EC é um Fungicida à base de Difenoconazol, eficaz no controle de:

Verrugose,  Oídio,  Ferrugem do álamo,  Septoriose,  Ramularia,  Mancha púrpura,  Mancha castanha,  Mancha preta,  Mancha parda,  Seca de ponteiros,  Sigatoka negra,  Pinta preta grande,  Cercosporiose,  Olho pardo,  Mancha de alternaria,  Ferrugem branca,  Ferrugem,  Entomosporiose,  Sarna da maçã,  Varíola,  Podridão de raiz,  Crestamento gomoso do caule,  Mancha foliar,  Mancha foliar de phaoeosphaeria,  Antracnose e  Cercospora.

Para mais informações, vide a bula e Ficha de Emergência.

Ver Preço
  Perguntas e Respostas

Composição

Ingrediente Ativo Grupo Químico
Difenoconazol 250 g/L Triazol

Classificação

Classe Agronômica: Fungicida

Toxicológica: I – Extremamente tóxica

Ambiental: II – Produto muito perigoso

Inflamabilidade: Inflamável

Corrosividade: Não corrosivo

Formulação: Concentrado Emulsionável (EC)

Modo de Ação: Sistêmico

Indicações de Uso

Abacate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
20 mL p.c./100L água 500 a 1000 L de calda/ha 14 dias. 14 dias. Iniciar as aplicações no florescimento pleno
Verrugose
(Sphaceloma perseae)
20 mL p.c./100L água 500 a 1000 L de calda/ha 14 dias. 14 dias. Iniciar as aplicações no florescimento pleno
Abobrinha Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
14 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 10 dias. 3 dias. Iniciar as pulverizações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença

Álamo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem do álamo
(Melampsora medusae)
21 mL p.c./100L água 500 a 1000 L de calda/ha 40 L de calda/ha (aéreo) 30 dias. Uso não alimentar. Iniciar as pulverizações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Alface Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Septoriose
(Septoria lactucae)
20 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. 14 dias. Iniciar as pulverizações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença

Algodão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ramularia
(Ramularia areola)
0,3 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 10 dias. 21 dias. Deverá ser aplicado quando do surgimento dos primeiros sintomas da doença
Alho Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha púrpura
(Alternaria porri)
0,5 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. 14 dias. Iniciar as pulverizações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença, o que geralmente ocorre por volta dos 30 dias após a semeadura

Alstroemeria Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca pannosa)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar 3 aplicações dependendo da intensidade de ataque da doença. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Amendoim Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha castanha
(Cercospora arachidicola)
0,35 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção das doenças na cultura, totalizando um máximo de até 3 aplicações. 22 dias. O tratamento deverá ser iniciado independentemente do estádio de desenvolvimento vegetativo da cultura, tomandose como base o aparecimento dos primeiros sinais de ocorrência da doença. Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção das doenças na cultura
Mancha preta
(Pseudocercospora personata)
0,35 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção das doenças na cultura, totalizando um máximo de até 3 aplicações. 22 dias. O tratamento deverá ser iniciado independentemente do estádio de desenvolvimento vegetativo da cultura, tomandose como base o aparecimento dos primeiros sinais de ocorrência da doença. Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção das doenças na cultura
Verrugose
(Sphaceloma arachidis)
0,35 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção das doenças na cultura, totalizando um máximo de até 3 aplicações. 22 dias. O tratamento deverá ser iniciado independentemente do estádio de desenvolvimento vegetativo da cultura, tomandose como base o aparecimento dos primeiros sinais de ocorrência da doença. Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção das doenças na cultura

Arroz Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha parda
(Bipolaris oryzae)
0,3 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar 1 aplicação para o controle da mancha-parda, imediatamente após o aparecimento dos primeiros sintomas. 45 dias. Realizar 1 aplicação para o controle da mancha-parda, imediatamente após o aparecimento dos primeiros sintomas
Azaléia Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Seca de ponteiros
(Phoma exigua var. exigua)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença

Banana Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mal da sigatoka
(Mycosphaerella musicola)
0,2 L p.c./ha 500 a 1000 L de calda/ha 15 L de calda/ha (aéreo) 30 dias. 7 dias. O produto poderá ser utilizado em qualquer época preconizada para o tratamento da Sigatoka-amarela que corresponde ao período de outubro a maio, nas condições da região Centro-Sul ou preferencialmente no período de maior infecção (Dezembro a Março)
Sigatoka negra
(Mycosphaerella fijiensis)
0,4 L p.c./ha 500 a 1000 L de calda/ha 15 L de calda/ha (aéreo) 14 – 21 dias. 7 dias. O produto poderá ser utilizado em qualquer época preconizada para o tratamento da Sigatoka-amarela que corresponde ao período de outubro a maio, nas condições da região Centro-Sul ou preferencialmente no período de maior infecção (Dezembro a Março)
Batata Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
0,3 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção da doença na cultura, totalizando um máximo de até 4 aplicações. 7 dias. O tratamento deve ser iniciado independentemente do estádio de desenvolvimento vegetativo da cultura, preventivamente tomando-se como base o aparecimento dos primeiros sinais de ocorrência da Pinta preta

Begônia Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca pannosa)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Berinjela Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Seca de ponteiros
(Phoma exigua var. exigua)
30 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. 3 dias. Iniciar as aplicações logo após o aparecimento dos primeiros sintomas, o que normalmente corresponde aos 30 dias após o transplante das mudas

Beterraba Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Cercosporiose
(Cercospora beticola)
40 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. 3 dias. Iniciar as pulverizações logo após o aparecimento dos primeiros sintomas, o que geralmente ocorre por volta dos 20 dias após a semeadura
Boca de Leao Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Cercosporiose
(Cercospora spp)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença

Café Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Olho pardo
(Cercospora coffeicola)
35 mL p.c./100L água 100 a 200 L de calda/ha 14 dias. ntervalo de segurança não determinado devido à modalidade de emprego. Iniciar as aplicações preventivamente quando as primeiras lesões da doença aparecerem
Cebola Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha púrpura
(Alternaria porri)
0,6 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. 7 dias. Em lavouras originárias de mudas, iniciar as aplicações quando a cultura atingir 50 dias após o transplante das mudas. Em lavouras originárias de bulbinhos, iniciar as aplicações quando a cultura atingir 30 dias após o plantio dos mesmos, ou nos primeiros sinais da doença

Cenoura Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha de alternaria
(Alternaria dauci)
0,6 L p.c./ha 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. 15 dias. Iniciar as pulverizações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença, o que geralmente ocorre dos 15 aos 30 dias após a emergência da cultura
Citros Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
20 mL p.c./100L água 500 a 1000 L de calda/ha 15 dias. 7 dias. Iniciar as aplicações quando as plantas estiverem no estágio de palito de fósforo
Verrugose da laranja doce
(Elsinoë australis)
20 mL p.c./100L água 500 a 1000 L de calda/ha 15 dias. 7 dias. Fazer uma única aplicação quando as plantas estiverem no estágio de botão floral

Côco Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha púrpura
(Bipolaris incurvata)
20 mL p.c./100L água 500 a 1000 L de calda/ha 14 dias. 14 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas
Podridão de raiz
(Lasiodiplodia theobromae)
20 mL p.c./100L água 500 a 1000 L de calda/ha 14 dias. 14 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas
Couve-flor Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha preta
(Alternaria brassicae)
20 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. 14 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas

Cravina Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Cravo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença

Crisântemo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem branca
(Puccinia horiana)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Oídio
(Sphaerotheca pannosa)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Ervilha Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Erysiphe polygoni)
15 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 10 dias. 14 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas

Feijão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem
(Uromyces appendiculatus)
0,3 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 15 dias. 25 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas
Mancha angular
(Phaeoisariopsis griseola)
0,3 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 15 dias. 25 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas
Gerânio Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem
(Puccinia pelargonii-zonalis)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença

Gérbera Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca pannosa)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Girassol Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha de alternaria
(Alternaria helianthi)
0,3 a 0,4 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) 14 dias. 14 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas
Oídio
(Erysiphe cichoracearum)
0,3 a 0,4 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) 14 dias. 14 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas

Lisianthus Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Cercosporiose
(Cercospora spp)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Ferrugem
(Puccinia hordei)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Entomosporiose
(Entomosporium mespili)
14 mL p.c./100L água 800 a 1500 L de calda/ha Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção das doenças na cultura. Realizar no máximo 8 aplicações com o Score por ano. 5 dias. O tratamento deve ser iniciado preferencialmente quando a cultura apresentar 50% das gemas com pontas verdes, estádio fenológico “C”
Oídio
(Podosphaera leucotricha)
14 mL p.c./100L água 800 a 1500 L de calda/ha Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção das doenças na cultura. Realizar no máximo 8 aplicações com o Score por ano. 5 dias. O tratamento deve ser iniciado preferencialmente quando a cultura apresentar 50% das gemas com pontas verdes, estádio fenológico “C”
Sarna da maçã
(Venturia inaequalis)
14 mL p.c./100L água 800 a 1500 L de calda/ha Reaplicar sempre que houver sintomas de reinfecção das doenças na cultura. Realizar no máximo 8 aplicações com o Score por ano. 5 dias. O tratamento deve ser iniciado preferencialmente quando a cultura apresentar 50% das gemas com pontas verdes, estádio fenológico “C”

Mamão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Varíola
(Asperisporium caricae)
30 mL p.c./100L água 200 a 800 L de calda/ha 10 dias. 3 dias. Iniciar as aplicações no início da formação dos frutos
Manga Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
50 mL p.c./100L água 500 a 1000 L de calda/ha 14 dias. 7 dias. Deve-se iniciar as aplicações logo após o intumescimento das gemas florais ou antes da abertura das flores
Oídio
(Oidium mangiferae)
20 mL p.c./100L água 500 a 1000 L de calda/ha 14 dias. 7 dias. Deve-se iniciar as aplicações logo após o intumescimento das gemas florais ou antes da abertura das flores
Podridão de raiz
(Lasiodiplodia theobromae)
0,3 a 0,5 L p.c./ha 500 a 100 L de calda/ha 30 a 40 L de calda/ha (aéreo) 15 dias. 7 dias. Aplicar no início da floração

Maracujá Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
20 mL p.c./100L água 200 a 800 L de calda/ha 15 dias. 14 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas
Melancia Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Crestamento gomoso do caule
(Didymella bryoniae)
30 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 14 dias. 3 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas

Melão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Crestamento gomoso do caule
(Didymella bryoniae)
30 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 14 dias. 3 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas
Milho Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Cercosporiose
(Cercospora zeae-maydis)
300 a 400 mL p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Efetuar no máximo duas aplicações. 30 dias. Iniciar as aplicações de forma preventiva, sendo a primeira aplicação realizada quando a cultura apresentar de 6 a 8 folhas (V6 a V8) e a segunda aplicação na emissão da folha bandeira (pré pendoamento)
Mancha foliar
(Exserohilum turcicum)
300 a 400 mL p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Aplicar no máximo duas aplicações. 30 dias. Iniciar as aplicações de forma preventiva, sendo a primeira aplicação realizada quando a cultura apresentar de 6 a 8 folhas (V6 a V8) e a segunda aplicação na emissão da folha bandeira (pré pendoamento)
Mancha foliar de phaoeosphaeria
(Phaeosphaeria maydis)
300 a 400 mL p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar no máximo duas aplicações. 30 dias. Iniciar as aplicações de forma preventiva, sendo a primeira aplicação realizada quando a cultura apresentar de 6 a 8 folhas (V6 a V8) e a segunda aplicação na emissão da folha bandeira (pré pendoamento)

Morango Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha foliar
(Mycosphaerella fragariae)
40 mL p.c./100L água 100 a 200 L de calda/ha 14 dias. 1 dia. Iniciar as pulverizações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas, o que geralmente ocorre entre 20 e 30 dias, após o transplantio das mudas
Pepino Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
10 mL p.c./100L água 200 a 800 L de calda/ha 10 dias. 1 dia. Iniciar as pulverizações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas

Pêssego Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Podridão parda
(Monilinia fructicola)
30 mL p.c./100L água 800 a 1300 L de calda/ha 7 dias. 10 dias. Iniciar as aplicações de Score preventivamente, desde o início do desenvolvimento dos frutos
Pimentão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Cercospora
(Cercospora capsici)
30 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. 3 dias. Iniciar as aplicações logo ao aparecimento dos primeiros sintomas, o que geralmente ocorre por cerca de 30 dias após o transplante

Rosa Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mancha negra
(Diplocarpon rosae)
80 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando as brotações atingirem aproximadamente 5 cm de comprimento
Oídio
(Sphaerotheca pannosa)
30 mL p.c./100L água 200 a 400 L de calda/ha 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando as brotações atingirem aproximadamente 5 cm de comprimento
Soja Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum dematium)
0,3 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma única aplicação quando a cultura apresentar as vagens no estádio fenológico R 5.1 (grãos perceptíveis ao tato a 10% de enchimento da vagem). 30dias. Realizar uma única aplicação quando a cultura apresentar as vagens no estádio fenológico R 5.1 (grãos perceptíveis ao tato a 10% de enchimento da vagem)
Mancha parda
(Septoria glycines)
0,15 a 0,2 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação 30 dias. Realizar uma única aplicação quando a cultura apresentar as vagens no estádio fenológico R5.1 (grãos perceptíveis ao tato a 10% de enchimento da vagem)
Mancha púrpura da semente
(Cercospora kikuchii)
0,15 a 0,2 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma única aplicação quando a cultura apresentar as vagens no estádio fenológico R 5.1 (grãos perceptíveis ao tato a 10% de enchimento da vagem). 30 dias. Realizar uma única aplicação quando a cultura apresentar as vagens no estádio fenológico R 5.1 (grãos perceptíveis ao tato a 10% de enchimento da vagem)
Oídio
(Microsphaera diffusa)
0,15 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 30 dias. Aplicar o produto quando as plantas apresentarem até 20% de área foliar atacada, examinando-se as duas faces da folha
Podridão seca
(Phomopsis sojae)
0,3 L p.c./ha 100 a 200 L de calda/ha 20 a 50 L de calda/ha (aéreo) Realizar uma aplicação. 30 dias. Realizar uma única aplicação quando a cultura apresentar as vagens no estádio fenológico R5.1 (grãos perceptíveis ao tato a 10% de enchimento da vagem)

Tomate envarado Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pinta preta grande
(Alternaria solani)
50 mL p.c./100L água 200 a 800 L de calda/ha 7 dias. 3 dias. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas das doenças, que pode ocorrer em qualquer estágio de desenvolvimento da cultura
Septoriose
(Septoria lycopersici)
50 mL p.c./100L água 200 a 800 L de calda/ha 7 dias. 3 dias. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas das doenças, que pode ocorrer em qualquer estágio de desenvolvimento da cultura
Uva Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Elsinoë ampelina)
8 mL p.c./100L água 200 a 800 L de calda/ha 14 dias. 21 dias. Iniciar as aplicações quando as plantas estiverem em pleno florescimento ou quando houver condições favoráveis para as doenças
Cercospora
(Pseudocercospora vitis)
12 mL p.c./100L água 200 a 800 L de calda/ha 14 dias. 21 dias. Iniciar as aplicações quando as plantas estiverem em pleno florescimento ou quando houver condições favoráveis para as doenças
Oídio
(Uncinula necator)
12 mL p.c./100L água 200 a 800 L de calda/ha 14 dias. 21 dias. Iniciar as aplicações quando as plantas estiverem em pleno florescimento ou quando houver condições favoráveis para as doenças

Violeta Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Antracnose
(Colletotrichum gloeosporioides)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença
Oídio
(Sphaerotheca pannosa)
300 a 500 mL p.c./ha 600 a 1000 L de calda/ha Realizar no máximo três aplicações com intervalo de 7 dias. Uso não alimentar. Iniciar as aplicações quando aparecerem os primeiros sintomas da doença

Informação adicional

Peso 0,275 kg
Dimensões 15 × 15 × 15 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Score EC Fungicida 250ml”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não mais ofertas para este produto!

Informações Gerais

3 Perguntas

  1. 30 de outubro de 2023

    Pra q servi score

    Boa tarde Jason! Tudo bem?!
    O Score é um fungicida que é eficaz contra Verrugose,  Oídio,  Ferrugem do álamo,  Septoriose,  Ramularia,  Mancha púrpura,  Mancha castanha,  Mancha preta,  Mancha parda,  Seca de ponteiros,  Sigatoka negra,  Pinta preta grande,  Cercosporiose,  Olho pardo,  Mancha de alternaria,  Ferrugem branca,  Ferrugem,  Entomosporiose,  Sarna da maçã,  Varíola,  Podridão de raiz,  Crestamento gomoso do caule,  Mancha foliar,  Mancha foliar de phaoeosphaeria,  Antracnose e  Cercospora.
    Toda via caso o senhor tenha alguma dúvida recomendo entrar em contato conosco, basta clicar no ícone de WhatsApp no canto inferior direito do site que o senhor será automaticamente direcionado a um de nossos agrônomos especializados que irão lhe auxiliar da melhor maneira possível. fico a disposição.

  2. 25 de outubro de 2023

    Mecâdo live

    Bom dia José! Tudo bem?!
    Não entendi sua pergunta, mas no caso não efetuamos venda através do mercado livre caso seja isso.
    Surgindo alguma dúvida o senhor pode nos contatar, no caso basta clicar no ícone de WhatsApp no canto inferior direito de nosso site, que o senhor já será direcionado a um de nossos agrônomos especializados que irão lhe auxiliar tanto no fechamento de sua compra, quanto em eventuais dúvidas. Fico a disposição.

  3. 10 de maio de 2021

    Como faço para comprar e receber por correio? Sou de três lagoas ms (CEP 79611-090).



    Bom dia Katia, bem vinda ao site!

    Para compras no site basta vc fazer um "CADASTRO DO PRODUTOR"  ou via whatsapp para entrar em contato com os representantes de vendas André (16)99775-004 .

    Atenciosamente Villa Verde Agro!